quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Monte do Sacrifício

Você não está entendendo? 
Houve um homem na bíblia chamado Abraão que também por um breve momento não entendeu o caminho que o DEUS VIVO estava traçando em sua vida.
Depois de algum tempo, Deus pôs a prova a fé e obediência de Abraão. "Abraão!" Chamou Deus. "Aqui estou, Senhor, respondeu Abraão"

Disse Deus: "Tome o seu filho - sim, o seu filho único, Isaque - a quem tanto ama. Vá com ele a terra de Moriá. Lá mostrarei um dos montes. Nesse monte sacrifique o seu filho Isaque, como oferta queimada. (Gn. 22:1 e 2)

Por que Deus pediu Isaque? Um promessa à tantos anos aguardada em fé pelo homem de Deus Abraão.


Só há uma resposta para essa pergunta.
Abraão passou amar mais a Isaque do que o próprio Deus. Nunca se esqueça Deus não divide a sua glória com ninguém, e não te perderá nem pra você mesmo. 

Deus já sabia até que ponto Abraão o obedeceria e creria Nele. 


Você pode imaginar comigo o coração de Abraão? 

Eu fiquei imaginando as tantas perguntas que Abraão teria feito para Deus se Ele desse oportunidade. Sabemos que Abraão nada falou, mas ele poderia ter pensado, como por
exemplo: "Mas como pôde o Senhor me pedi Isaque? E a promessa? Isaque uma vez morto, não dará continuidade à minha linhagem? O Senhor não disse "De Isaque não seria chamada a minha descendência?". Ele poderia ter pensado: "Deus mudou?", "Ele não vai mais cumprir a sua promessa?", "E a nossa aliança?".
   

Poderia Deus contradizer-se? 

A ordem de Deus parecia contradizer o sexto mandamento referente ao sacrifício humano. Isso prova mesmo que Abraão estava numa prova crucial de fé e obediência.


Nós não somos diferentes de Abraão, muitas vezes no decorrer das nossas vidas, Deus nos coloca em prova, no entanto, existe aquela que será crucial na nossa história, ela determinará até que ponto estamos dispostos à conhecer a Deus. E isso se dará através do sofrimento, da adversidade e principalmente através da fé  naquilo que Ele nos falou. 

Nunca duvide de Deus, por mais que seja ilógico os seus caminhos diante dos teus olhos limitados.

Lembre-se: Deus não muda,  o homem muda e se contradiz! DEUS NÃO! 


Você não está entendendo? Não contenda! Apenas Creia!


Isso que você está passando e a prova crucial de fé e obediência.  Abraão ficou perplexo também, mas obedeceu, uma obediência acompanhada por fé.


No v. 4 "Depois de três dias de caminhada, Abraão viu de longe o lugar". Imaginemos esse três dias o coração do homem Abraão, foram os dias mais difíceis para Ele, mil pensamentos teriam borbulhado do seu interior. Mas no v.5 ele diz: "... Vamos oferecer culto a Deus, e logo voltaremos para cá.". Abraão sabia que o Deus com quem tinha constituído uma aliança era Fiel!


No v. 7 "andaram um pouco, e Isaque falou: "Pai". "Que é meu filho", respondeu Abraão. O filho perguntou: "temos lenha e fogo, mas onde está o cordeiro para o sacrifício". "Deus proverá o cordeiro, meu filho", respondeu Abraão. 


Que fé! Aleluia! 


Abraão já estava sendo aprovado em cada resposta dado à Isaque, de algo o homem Abraão sabia: "Deus pode matá-lo, mais pode ressuscitá-lo!". 


Como enfrentamos esse tipo de prova? Somos reprovados nos primeiros questionamentos humanos que nos diz: É IMPOSSÍVEL? É LOUCURA? 


Como precisamos aprender com Abraão.  Abraão conhecia a Deus, sabia que ainda que Deus matasse Isaque, Ele poderia ressuscitá-lo. 


Temos essa fé? Ou nos curvamos diante da dúvida?
Deus proverá nesse monte a minha vitória! Declare: Não morrerei mais viverei as promessas de Deus! 

Nesses momentos tome muito cuidado com as suas palavras, não murmure!

Abraão foi até o fim. 

Não é porque já fomos aprovados na primeira fase que Deus está satisfeito, se Deus quer que você faça algo, então obedeça! Creia até o fim!
  
No v.9,10 "Finalmente chegaram ao lugar indicado por Deus. Abraão construiu um altar, arrumou a lenha, no altar. Depois pegou o cutelo para matar o seu filho.". 

Abraão foi até o lugar que Deus mandou, ele venceu a si mesmo, não fugiu, mas enfrentou com fé em DEUS! "Deus pediu, eu vou dar!". 


A sua obediência vai determinar se somos realmente especiais para a promessa que Ele nos fez! 

Então provemos para nós mesmos que a escolha de Deus, Foi a melhor!!!  

CREIA! Tenha uma grande atitude de fé como de Abraão.


Quando Abraão estava pronto da matar Isaque no v.11 "Nesse momento, o Anjo do Senhor gritou do céu: "Abraão! Abraão!" " Aqui estou Senhor" respondeu ele. Deixa o rapaz viver, disse o anjo. 


Nunca se esqueça disso, o Deus que nós servirmos não brinca com sentimentos humanos. Ele não é como o diabo. O diabo é um vendedor de ilusões. O nosso Deus é o autor de grandes histórias de vitórias. 



Quando DEUS quer nos prova, Ele nos prova no limite. Por isso devemos ir até o fim. Aguente firme e com a certeza que Espirito Santo te capacitará a passar para o outro lado. Lembre-se tudo é Dele, por Ele e tudo que existe é para  Ele. 


Deus dará o veredicto, a resposta final vem Dele, assim como veio para Abraão. Deus providenciou um cordeiro para o sacrifício, Deus não deixou Abraão sacrificar Isaque, mas Deus sacrificou o seu único filho Jesus, o cordeiro de Deus.

 Abraão nomeou de monte de sacrifício para o  "no monte do Senhor se proverá". 

 Deus muda qualquer situação. O mal nas mãos de Deus se transforma em bem, o mais profundo abismo nas mãos de Deus é uma grande escada  para exaltação.

A fé de Abraão foi confirmada pela sua obediência, e assim Deus confirmou a sua promessa devido a obediência, vemos isso no v.15 ao 18 "...Dou a minha palavra, diz o Senhor: Como você me obedeceu e não me negou  o  seu único filho, abençoarei você com muitas bênçãos. Multiplicarei os descendentes,de modo que serão milhões. Serão incontáveis, como as estrelas dos céus e como a areias da praia. Os descendentes dominarão os inimigos deles. E serão uma benção para todas as nações da terra. Sim, pois você me obedeceu". 


Pela sua prontidão em oferecer o filho da promessa, se Isaque tivesse de morrer sem uma descendência, as promessas de Deus falhariam e morreriam com Isaque, mas Abraão colocou sua fé naquele que tinha lhe feito a promessa e tinha uma convicção inabalável "que Deus era poderoso até para
ressuscitá-lo dentro os mortos", vemos essa declaração em Hb. 11:17,18,19.


Por sua atitude de fé, Deus renovou a sua aliança com Abraão e o considerou como o seu AMIGO!!! 



 Se quisermos ser chamados de Amigos de Deus, sejamos aprovados.


 Não desista!... Creia!


Está difícil?



 Olhe para Ele e tenha certeza de que Ele quer que sejamos aprovado para que todos saibam que somos seu Amigo... 



Proclamarei: "Não morrerei; antes viverei e contarei as obras do Senhor." Sl.118:17





Nenhum comentário:

Postar um comentário